TRF suspende investigação contra Paulo Guedes por fraudes em fundos de pensão

O ministro da Economia, Paulo Guedes, não será molestado pela Operação Greenfield, que investiga fraudes em fundos de pensão. Isso porque o desembargador Federal Ney Bello, do TRF (Tribunal Regional Federal) da 1ª Região, suspendeu nesta sexta-feira (14) investigações contra ele conduzidas pela força-tarefa da Operação Greenfield, do Ministério Público Federal em Brasília.

“Guedes é investigado por suspeita de envolvimento em fraudes nos aportes feitos pelos fundos de pensão ligados a estatais em dois fundos de investimentos criados pela BR Educacional Gestora de Ativos, empresa ligada ao ministro. O crime em apuração é o de gestão fraudulenta e temerária. As operações suspeitas foram realizadas entre 2009 e 2013, período em que os FIPs receberam cerca de R$ 1 bilhão de fundos de pensão”, aponta reportagem de Marcelo Rocha e Matheus Teixeira, publicada na Folha de S. Paulo.

“A suspensão decretada pela Justiça vale por 40 dias. Ficou marcado para o dia 22 de setembro julgamento em que a 3ª Turma do TRF irá dizer se a apuração deve prosseguir ou não”, apontam ainda os jornalistas.

 

Brasil 427

Quinca Remígio

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *