Promotoria abre inquérito para apurar irregularidades na contratação de empresa em Coremas

A portaria ministerial que instituiu o inquérito civil para investigar supostas ilegalidade praticadas pela Prefeitura de Coremas foi publicada nessa terça-feira, 1º, e é assinada pelo promotor Thomazilton Ferreira.

O objetivo do inquérito é apurar possíveis irregularidades na contração pela Prefeitura de Coremas de uma empresa distribuidora de medicamentos nos anos de 2017, 2018 e 2019. Conforme a portaria, a investigação nasceu de uma denúncia dos vereadores da oposição. De acordo com eles, a firma de remédios contratada pelo município pertence à família da própria prefeita, o que é proibido pela legislação.

No curso do inquérito, a gestora municipal, conhecida como Chaguinha de Edilson, terá oportunidade de se defender, mas há fortes evidências de irregularidades no processo licitatório e contratual, de acordo com a oposição, o que pode levar a prefeita a ser denunciada por improbidade administrativa à Justiça pelo Ministério Público.

 

 

Folha do Vale

Quinca Remígio

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *