Procurador critica realização de jogo entre Treze e Perilima e pede apuração da polícia

O procurador do Ministério Público e presidente do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudetor), Valberto Lira, criticou a realização de um amistoso entre Treze e Perilima em Campina Grande e afirmou que irá acionar a Polícia Civil para apurar a responsabilidade do secretário de Saúde de Campina Grande, Filipe Reul, e dos dirigentes dos clubes.

“É lamentável sob todos os aspectos, recebemos uma série de fotos da realização de um jogo treino entre Treze e Perilima e as imagens são totalmente contrárias ao que o protocolo apresentado pela Federação Paraibana de Futebol normatiza”, disse.

Lira disse ter sido surpreendido com a realização do jogo que teve autorização por meio de um memorando do secretário de Saúde, que contraria o decreto municipal. “O decreto autoriza treinos e, pelo que se entende, treino é apenas jogadores do mesmo clube. Quando existe disputa com outro clube, caracteriza um jogo e não poderia haver”, afirma.

O procurador afirmou que vai encaminhar, à delegacia de Polícia Civil competente, um ofício pedindo apuração das responsabilidades do secretário que por memorando contrariou o decreto do prefeito, como dos clubes que realizaram a partida. “Ao Ministério Público não cabe alternativa, acordamos na quinta-feira (09) o que deveria ser cumprido e somos surpreendidos com essa situação. Quem infringiu o decreto e quem autorizou por memorando o jogo terá que ser responsabilizado, assim como os dirigentes”, finalizou.

Marília Domingues/Leo Barbosa

Quinca Remígio

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *