Em 14 dias, Paraíba registra queda de 33% nos óbitos por coronavírus, diz Daniel Beltrammi

A Paraíba tem registrado uma queda na média móvel dos óbitos ocorridos nas últimas 24h e de casos por data de início de sintomas. Os dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES) revelam um decréscimo de 33% desses números no período de 14 dias. Além disso, o Estado apresenta uma taxa de contágio da doença, o R(t), entre 1,03 e 1,06, segundo dados do Observatório de Síndromes Respiratórias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

A média móvel é um recurso estatístico que busca dar visão mais acurada da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. De acordo com o secretário executivo de Gestão de Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi, os dados apresentados estão demonstrando que tanto os óbitos quanto o número de casos estão em uma tendência de redução.

“Ao fazer uma análise com os dados fornecidos no boletim diário e uma comparação entre a média móvel no começo do mês de agosto e no dia 15, percebe-se essa redução dos casos pelos primeiros dias de sintomas e uma redução relativa dos casos de óbitos”, explica.

Sobre a taxa de contágio na Paraíba, que está entre 1,03 e 1,06, o estudo da UFPB sugere que a transmissão comunitária do vírus ainda está ativa. Por isso a importância de manter os mesmos cuidados de isolamento social, evitar aglomerações e continuar com todos os procedimentos de higiene.

“Essa redução não é motivo para a gente relaxar. É, sim, um incentivo para que cada vez mais a gente se pergunte todo dia o que eu fiz hoje para combater esse inimigo que é invisível que é o coronavírus. Use máscara, lave as mãos e mantenha o distanciamento social de um metro e meio das pessoas que não convivem com você em casa”, completa.

Desde 25 de janeiro, a Paraíba e a SES têm trabalhado no enfrentamento da Covid-19. São 207 dias de esforço contínuo para minimizar os danos causados pela pandemia no Estado.

 

Wscom

Quinca Remígio

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *