Eitel Santiago pede exoneração da PGR em Brasília: ‘motivos de foro íntimo’

O procurador-geral da República Augusto Aras oficializou nesta quarta-feira (05) a saída do paraibano Eitel Santiago de Brito Pereira do cargo de secretário-geral da PGR.

Após uma entrevista dada por Eitel na qual ele fez elogios ao presidente Jair Bolsonaro e citou supostas “ilegalidades” da Lava-Jato, subprocuradores-gerais do Conselho Superior enviaram ofícios a Aras apontando desconforto com a atuação de Eitel e pedindo sua saída.

A manifestação recebeu o apoio de 295 outros procuradores, que assinaram um documento de adesão ao protesto.

Eitel é subprocurador-geral da República aposentado e chegou a concorrer ao cargo de deputado federal pelo PP em 2018. Apoiou a candidatura presidencial de Bolsonaro na ocasião.

Leia carta escrita pelo paraibano

João Pessoa/PB, 04 de agosto de 2020.

Caro Augusto Aras.

Agradeço a oportunidade que me concedeu de prestar um serviço ao nosso País, exercendo a elevada função de Secretário Geral do Ministério Público da União.

No momento, por motivos de foro íntimo, decidi permanecer no meu Estado. Por isso, peço, em caráter irretratável, exoneração a partir desta data.

Respeitosamente,

Eitel Santiago de Brito Pereira

Quinca Remígio

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *